• Embratel leva solução de Internet das Coisas a carros

    Operadora de telecom lançou solução de IoT já adotada pela GM e Volvo em automóveis brasileiros

    A Embratel lançou uma solução de Machine to Machine/Internet das Coisas destinada a aplicações em automóveis conectados. Segundo a operadora, a novidade permite o uso de tecnologia de ponta dentro dos veículos, assim como o envio de dados de controle, monitoramento e assistência técnica.

    “Com a nova oferta é possível acionar autofalantes e microfones do sistema hands-free dos carros, travar portas à distância, conectar aplicativos para funções especificas e programar o carro para responder a comandos de vários celulares de membros de mesma família”, exemplifica a telco.

    O motorista pode, também, pedir para a central de uma montadora acompanhar seu percurso em casos como rotas perigosas ou viagens. Se notar que houve desvio ou parada inesperada, a tecnologia possibilita que a central entre rapidamente em contato para prestar ajuda. Além disso, é possível avisar por mensagem outra pessoa quando seu carro estiver chegando ao destino.

    Funcionalidades como envio de guincho, mecânico e de assistência técnica podem ser programadas diante de ocorrências específicas, assim como o acionamento de resgate médico caso os airbags venham a ser utilizados.

    Para motoristas que não desejam perder tempo, a solução oferece informações sobre a previsão do tempo, as principais notícias do dia, os principais indicadores da economia, condições de tráfego e dados sobre temas de interesse como atrações turísticas, lojas e restaurantes.

    Segundo a Embratel, a GM já está utilizando a tecnologia em automóveis brasileiros nos modelos Médio Cruze 2016 e no novo Cobalt da Chevrolet. Já a Volvo aplicou a solução no modelo XC60. A tendência é que essa tecnologia passe a ser testada e adotada em novos automóveis.

    Além dos carros conectados, a solução de M2M/IoT pode ser aplicada em automação bancária, monitoramento de gastos de água, gás e luz com medidores inteligentes, segurança patrimonial, gestão de frotas ou de cooperativas de táxi.